Na Hora H

NATAL CONTRA O MACHISMO

paz e boa convivência entre homens e mulheres.

“Natal está entre as três capitais do país com maior índice de violência contra a mulher e, para que esses índices sejam reduzidos, precisamos levar informação até a população. Tudo começa com a educação, com a mudança de comportamento dos homens e também das mulheres, para que entendam e identifiquem atitudes que são reflexo da cultura machista, muito frequentes no Carnaval”, alerta a secretária da Semul, Andréa Ramalho.

Secretária de Políticas Públicas para as Mulheres da @natalprefeitura, Andrea Ramalho, apresentou hoje a campanha #NatalContraoMachismo, voltada para conscientizar as pessoas durante o #carnavalemnatal2017 e combater atos violentos contra as mulheres.

A idéia, porém, é que essa mudança de atitude não aconteça apenas durante o período de Carnaval, mas que se estenda para o convívio diário e, consequentemente, reflita na redução dos casos de violência contra a mulher. Ao todo, 144 mulheres foram assassinadas em 2016 no Rio Grande do Norte, 37 foram feminicídio, que é o homicídio de mulheres com características de violência doméstica ou de gênero. Nos primeiros 11 dias do mês de agosto do ano passado, uma mulher foi morta por dia. Em Natal, foram 23 mortes de mulheres em 2016.


A campanha se estende para o mês de março, quando se comemora o Dia Internacional da Mulher, no dia 08. A data tem o caráter de reforçar a necessidade da constante vigília à garantia dos direitos da mulher e o enfrentamento à violência contra a mulher. A campanha de março acontecerá nas redes sociais.

@kallynakelly Jornalista, titular do blog www.kallynakelly.com.br

Sobre a SEMUL

A Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres tem, entre outras atribuições, propor, apoiar e desenvolver políticas públicas voltadas para a promoção social, cultural, profissional, econômica e política da mulher no âmbito do município, de forma articulada com órgãos e instituições afins, independente da classe, raça, etnia, orientação sexual e religião. É ainda papel da Secretaria da Mulher, desenvolver ações de prevenção e combate a todas as formas de violação dos direitos e de discriminação contra as mulheres, com ênfase nos programas e projetos de atenção à mulher em situação de violência.

Onde procurar ajuda:

SEMUL
Rua Antídio de Azevedo, 1895 – Lagoa Nova – Natal/RN
(84) 3232.1039 / 3232.9283 / 3232.1036 / 3232.1045

Centro de Referência Elizabeth Nasser
Avenida Acaraú, 2118, Panatis, Zona Norte
(84) 3232.4875

Denúncias:
3232.1036 / (84) 3232.4875 / Ligue 180 (ligação gratuita)

To Top