Na Hora H

MAPA DAS ENERGIAS RENOVÁVEIS JÁ ESTÁ DISPONÍVEL PARA ACESSO NO PORTAL DO MAIS RN

Já está disponível para acesso, no portal do MAIS RN, o Mapa das Energias Renováveis – uma plataforma digital que traz o panorama do setor em âmbito nacional e do Rio Grande do Norte atualizados. O Mapa constitui um grande banco de dados públicos online, com informações oficiais sistematizadas sobre geração de energia eólica e solar fotovoltaica, número de parques e projetos em andamento, além de notas técnicas explicativas.

Para conhecer o conteúdo, clique e acesse o Mapa das Energias Renováveis

Iniciativa importante para a indústria de energias renováveis no Rio Grande do Norte, o projeto é capitaneado pelo Sistema FIERN tendo como fonte de dados a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). E deverá incluir, até o final do ano, outras fontes oficiais, além de temáticas como empregos e investimentos.

A ideia é ter, de forma rápida e segura, uma visão geral sobre a geração de energia no Brasil, quanto cada estado gera, os municípios que mais produzem e o número de projetos instalados, contratados e em construção, o que possibilitará um diagnóstico do cenário atual do setor com atualizações mensais, além da elaboração de rankings e outras análises sobre o crescimento do setor ao longo tempo.

A criação do Mapa é um desdobramento do “Observatório da Indústria”, um trabalho conduzido pelo MAIS RN. Com a publicação, está prevista a realização de reuniões com empresários e gestores para, partindo do diagnóstico, ser possível pensar em Agendas Positivas e Propositivas para o setor, uma etapa chamada pelos idealizadores do projeto de “Salas de Situação”.

O trabalho foi desenvolvido pela equipe técnica do MAIS RN, sob a coordenação do responsável pelas relações institucionais do programa, José Bezerra Marinho, e do diretor Marcelo Rosado. Atuaram nele também os programadores do setor de Tecnologia da Informação (TI) da FIERN, além de dois geógrafos e um economista da consultoria Thémata Inteligência Estratégica. O grupo contou com o suporte de técnicos do ISI-ER.

“Com o lançamento dessa plataforma das energias renováveis nossa expectativa é, à exemplo do que fizemos ano passado com o setor do petróleo e gás, discutir o que podemos fazer para melhorar ainda mais os indicadores”, explica o gerente do MAIS RN, Pedro Albuquerque. Em agosto de 2020, foi criado um painel digital sobre a indústria do petróleo e gás do estado.

Além do portal do MAIS RN, os dados podem ser consultados nas páginas do Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER) (www.rn.senai.br/ctgas-er/) e do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER) (www.rn.senai.br/isi-er/).

To Top