Nossa Coluna

AÍDA, UMA PRIMEIRA DAMA

Com pesar, registramos o falecimento da nossa querida AÍDA RAMALHO CORTEZ PEREIRA, viúva do de um dos mais queridos e brilhantes ex-governadores do nosso estado, Cortez Pereira. Tendo governado de 1971 até 1975.

Tive o privilégio de desenvolver atividades no seu governo e trabalhar em algumas ações com Aída. Uma mulher admirável e pouco entendida por muitos. A classe mais humilde sempre foi atendida por ela, superando a burocracia da máquina emperrada do estado. As portas de sua casa (não usaram privilégio da “casa do governo”) e do palácio eram abertas para a modernidade, para a cultura e o turismo. Aída apoiava em tudo o marido e o ajudava a governar.

Mãe dedicada e estremada de Cortez Júnior (sempre o acompanhou nas suas andanças), de Aídinha (sua grande parceira no dia a dia) e de  Aíla. Vindos do Seridó, ela e a irmã Alda (do ex-governador Radir Pereira) foram duas primeiras-damas desse nosso estado. Lamento não termos concretizado a entrevista que sempre combinamos fazer. Seu grande amor, Cortez, e muitos amigos lhes recepcionam nos Céus. 

O velório acontece no Centro de velório São José, com missa às 15h, e sepultamento às 16h, no cemitério de Nova Descoberta.

To Top