Nossa Coluna

NO PALÁCIO DO PLANALTO: BRASILIS A BRASÍLIA – UMA VIAGEM NA HISTÓRIA

Brasília tem seus encantos e não vive apenas de política e de shoppings. São muitos museus e no momento uma exposição merece atenção especial: “Brasilis a Brasília: uma história contada pelos documentos de arquivo”. Primeiro por se tratar de uma viagem no tempo por documentos da História do Brasil, em pleno salão do Palácio do Planalto. Está aberta a visitação até o dia 31 de maio.

Na abertura, com a presença do Presidente Michel Temer, que no seu discurso ressaltou o valor de se conhecer a história do país: “Como é importante rememorar o passado. São os fatos históricos anteriores que nos mobilizam para no presente construir o futuro. Nestes documentos podemos rememorar que sempre se buscou o progresso e o desenvolvimento do país. E mais ainda, uma pacificação e união entre todos os brasileiros”, disse o presidente.

São documentos inéditos que nos levam a viver os primeiros tempos do Descobrimento do Brasil que nos emocionam e nos fazem refletir sobre o “bem e o mal” causados por membros da coroa. É a oportunidade de vermos documentos originais como a Lei Áurea, sentença de Tiradentes, a Constituição de 1824, o julgamento de Frei Caneca. Outro aspecto muito importante da mostra é o reconhecimento da importância dos arquivos para a sociedade. São 50 documentos, muitos com inscrições a ouro, de uma beleza ímpar.

Saiba mais sobre a exposição:

O Palácio do Planalto vai abrigar um tesouro da história do Brasil. São cerca de 50 documentos, todos originais, alguns com inscrição em ouro puro. “Brasilis a Brasília: uma história contada pelos documentos de arquivo” tem o objetivo de comemorar os 30 anos de reconhecimento de Brasília como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. A exposição será dividida em tês eixos prioritários:

1) Formação da Nação: serão expostos arquivos ligados à formação do Brasil, às expedições científicas, a administração colonial e às missões religiosas.

2)Em busca da Liberdade: este eixo traz documentos importantes sobre as lutas pela liberdade, como os movimentos abolicionistas, separatistas e republicanos. Poderão ser visto pelo público peças como a Lei Áurea, que aboliu a escravidão no país, os Autos da Devassa da Inconfidência Mineira, entre outros.

3) Brasil moderno: o público poderá conferir peças que se referem à modernidade brasileira, as invenções e patentes industriais, o processo de urbanização e industrialização dos anos JK, e a construção da nova capital, Brasília.

Claro que as visitas são agendadas. Está na pauta do Dr. Antonio Lessa, diretor de documentação histórica do Palácio do Planalto, levar esta exposição a algumas capitais do Norte/Nordeste. Amiga particular de Antonio Lessa, já pedi que colocasse a nossa Natal no roteiro. É uma oportunidade imperdível.

A exposição fica aberta ao público até o dia 31 de maio, das 8h às 12h e das 14h às 17h (de segunda à sexta). Nos fins de semana: de 8h às 16h, sem intervalo de almoço. A entrada é gratuita. As visitas são guiadas e devem ser agendadas com antecedência no site www2.planalto.gov.br

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

 

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

 

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

 

Foto: sobralia.mg.gov.br

 

Foto: sobralia.mg.gov.br

 

To Top