Na Hora H

POLÍCIA MILITAR DO RN COMEMORA 184 ANOS DE HISTÓRIA

A Polícia Militar comemorou 184 anos de história no Rio Grande do Norte e uma solenidade marcou o momento na noite desta quarta-feira (20), no Centro de Convenções. O governador Robinson Faria entregou a medalha de Mérito Profissional Luiz Gonzaga, considerada a mais importante honraria da PM, ao major Alexandro de Oliveira, que está na corporação há 21 anos.

Na ocasião, foram entregues 21 diplomas de “Amigo da Polícia Militar”, 94 medalhas do “Mérito Profissional Coronel Bento Manoel de Medeiros” e 107 medalhas do mérito “Policial Luiz Gonzaga” a personalidades militares, civis, autoridades políticas, jurídicas e secretários de Estado que contribuem e se destacam no desempenho profissional e operacional no RN.

“Nesses três anos e meio na difícil missão de governar o estado em seu momento de maior crise, eu só tenho a agradecer a esses homens e mulheres que batalham todos os dias por um estado melhor. Tenho orgulho e sou grato por tê-los ao meu lado diante do desafio de trabalhar para dar mais segurança ao povo potiguar”, disse o governador Robinson Faria.

Comandante Geral da Polícia Militar do RN, coronel José Osmar Maciel de Oliveira lembrou que a PM está presente nos 167 municípios potiguares, sempre integrada com as forças de segurança no âmbito estadual e federal para servir e proteger a sociedade do RN. “Lutamos e trabalhamos por uma sociedade melhor. Sabemos da nossa realidade operacional, mas também sabemos da nossa dedicação, garra e determinação em proteger o povo potiguar e dos esforços do governo em proporcionar melhores condições a nossa grande família, que é a Polícia Militar”, falou.

Mais de 8 mil militares já foram promovidos no RN desde 2015. O Governo também investiu na estruturação da corporação com a compra de equipamentos e aquisição de viaturas, além de aumentar o valor das diárias operacionais, passando dos R$ 50 para R$ 107,40/8h de trabalho. Desde o ano de 2009 não havia reajuste.
A solenidade teve a participação da cúpula da segurança pública do estado, autoridades da Marinha, Exército e Aeronáutica, secretários de estado e autoridades políticas e civis, além dos familiares dos homenageados.

O “Corpo Policial da Província” foi criado pela Resolução de 27 de junho de 1834, após o envio pelo Presidente Basílio Quaresma Torreão ao Conselho Geral da Província de um projeto para a criação de um “Corpo de Cavaleiros”, com a missão de defender a Província onde houvesse necessidade.

  

 

Fotos: Canindé Soares

To Top