Na Hora H

SHOW BAIÃO DE NÓS TRÊS SERÁ APRESENTADO NO TEATRO RIACHUELO

Reunindo três grandes nomes da música Nordestina, o show Baião de Nós Três será apresentado no dia 31 de agosto, às 21h, no Teatro Riachuelo. O espetáculo é uma mistura de músicas, poesias e causos especiais em um show intimista que pretende levar as músicas tão conhecidas dos artistas que compõe o projeto para o público com “uma pegada” mais acústica.

Com os artistas nordestinos: Petrúcio Amorim, o Caruaruense Valdir Santos e Flávio Leandro (que juntos dividem o palco), este é um show para ser contemplado por um público que aprecia uma boa música. O convidado da noite será o músico Waldonys e o show de abertura ficará a cargo da cantora Anna Fernandêz. Além de contar fatos interessantes que que aconteceram ao longo de suas carreiras, os cantores fazem o que sabem fazer de melhor: cantar com a alma. É imperdível

Sobre os artistas do Baião:

Petrúcio Amorim: nasceu em Caruaru – PE e é um dos grandes cantores e compositores Pernambucanos . Em 2014, foi o grande homenageado no São João da cidade de Recife. No ano de 2015 comemorou 30 anos de carreira, momento em que lançou um novo álbum comemorativo. Petrúcio Amorim coleciona vários sucessos, dentre eles: Confidências, Devagar, Lembranças, Anjo Querubim, Estrela Cadente, Senão eu Choro, Meu Ex-amor, Foi Bom te Amar, Nem Olhou pra Mim, Cidade Grande, Tareco e Mariola, entre tantas outras canções importantes gravadas por diversos artistas.

Valdir Santos é cantor e compositor Caruaruense. Apresenta semanalmente, desde dezembro de 2002, o quadro “Coisas da Terra” na TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo. É um quadro de entrevistas com artistas das diversas áreas culturais da região. Tem seis discos lançados e em 2016 lançou o disco Celebração, que foi finalista no 28º Prêmio da Música Brasileira, na categoria Música Regional. Premiação que aconteceu na cidade do Rio de Janeiro. Este disco também foi vencedor do 8º Prêmio da Música de Pernambuco, como melhor CD. Premiação que aconteceu em 2017 na cidade de Recife.

Flávio Leandro integrou-se como vocalista na Banda Raio de Laser, em 1992. Mas seu primeiro CD Travessuras, foi lançado em 1997. Lançou em 2000 o CD Brasilidade, que mescla forrós pé-de-serra. E no ano seguinte, lançou mais um disco, dessa vez de forma acústica e posteriormente o CD Forró Iluminado. Emplacou várias músicas de diversos artistas como, Elba Ramalho, Flávio José, Jorge de Altinho, entre outros.

Waldonys José Torres de Menezes, ou simplesmente Waldonys, é um talento nato. Por influência do seu pai, começou a tocar sanfona aos 10 anos de idade. Estudou no Conservatório Alberto Nepomuceno em Fortaleza. Aos 13 anos conheceu Dominguinhos com quem, um ano depois, gravou o LP “Choro Chorado”. Aos 15 anos houve um avanço ainda maior: gravou com o consagrado Rei do Baião, Luiz Gonzaga.No final dos anos 80, Waldonys participou de programas de projeção nacional. Nessa época, foi descoberto por um empresário italiano que o contratou para se apresentar nos Estados Unidos da América. Contratado pela gravadora RGE, retornou ao Brasil. Nessa empresa, além de gravar dois LPs, participou de turnês e gravações com Fagner, Marisa Monte, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo e Adriana Calcanhotto, entre outros. O reconhecimento da crítica e os aplausos do público levaram Waldonys a ampliar os espaços de sua carreira solo. Ao mesmo tempo em que investia nos projetos externos, participou de prêmios da Música Popular Brasileira e do extinto Prêmio Sharp de Música. Hoje com 10 CDs, um DVD e vários clips gravados, Waldonys traz na bagagem notável cumplicidade com seus fãs, quer pela elevada sensibilidade artística, quer pelo repertório, quer pelas manifestações pessoais.

To Top